Blog da Boitempo

germans-latin-empirePor Giorgio Agamben.

Leia o comentário de Giorgio Agamben a respeito da repercussão deste artigo, em: A crise infindável como instrumento de poder.

Em 1945, Alexandre Kojève, um filósofo que também desempenhava a função de alto funcionário no seio do Estado francês, publicou um ensaio intitulado L’Empire latin [O Império latino], com o subtítulo Esboço de uma doutrina da política francesa. É um memorando dirigido ao general de Gaulle. Este ensaio corresponde de tal a forma à nossa atualidade que é do nosso interesse analisá-lo.

Com uma presciência rara, Kojève defende categoricamente que a Alemanha se tornará num futuro próximo a principal potência econômica europeia e deixará a França ocupar o segundo lugar no seio da Europa Ocidental. Kojève via com lucidez o fim dos Estados-nações que tinham até a data determinado a história da Europa: tal como o Estado moderno veio em resposta ao declínio das…

Ver o post original 774 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: