Raízes do Surgimento do Fundamentalismo nos Estados Unidos

Cidadania & Cultura

The_Union_as_It_Was

Karen Armstrong, no livro “Em Nome de Deus”, mostra que, na Era da Razão ou Século das Luzes (XVIII), os cristãos começavam a dividir-se, alguns seguiam os philosophes e se empenhavam em racionalizar sua fé; outros abandonavam a razão. Esse quadro preocupante foi particularmente notável nas colônias americanas. Uma das repercussões dessa divisão seria o surgimento do fundamentalismo nos Estados Unidos em fins do século XIX.

Inicialmente, a maioria dos colonos, exceto os puritanos da Nova Inglaterra, era indiferente à religião. No final do século XVII, a secularização das colônias parecia quase completa. Todavia, nos primeiros anos do século XVIII, as denominações protestantes se reavivaram, e a vida cristã se tornou mais formal no Novo Mundo que no Velho.

Até seitas dissidentes como os quakers, os batistas e os presbiterianos, que originalmente rejeitaram a autoridade eclesiástica e insistiram no direito de seguir…

Ver o post original 1.676 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: