Arquivos Mensais: outubro \12\UTC 2017

Ciência Econômica + Ciência da Complexidade = Econofísica

Cidadania & Cultura

Complexidade 1

O capítulo Economia como Objeto Complexo de autoria de Orlando Manuel da Costa Gomes, no livro Modelagem de sistemas complexos para políticas públicas (editores: Bernardo Alves Furtado, Patrícia A. M. Sakowski, Marina H. Tóvolli – Brasília: IPEA, 2015), tem um tópico cujas observações efetuadas no post precedente contrariam os mais básicos fundamentos da Economia Neoclássica do agente representativo:

  1. Heterogeneidade;
  2. Descentralização;
  3. Evolução;
  4. Dependência em face do passado e
  5. Dinâmica fora do equilíbrio.

A Economia Neoclássica acredita que:

  1. os equilíbrios são inerentes às relações econômicas;
  2. as trajetórias das variáveis são exclusivamente determinadas:
    1. pelas condições iniciais e
    2. por regras de movimento simples;
  3. estas possibilitam, desde o ponto inicial, prever com precisão:
    1. como essas trajetórias evoluem e
    2. onde o sistema irá permanecer no designado estado de equilíbrio de longo prazo.

As caraterísticas referidas, nomeadamente, as cinco propriedades que foram destacadas acima, claramente qualificam a economia como um objeto complexo.

Ver o post original 1.166 mais palavras

Anúncios